Detran-SP fiscaliza empresas de ECV e detecta irregularidades

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) flagrou, durante operação simultânea de fiscalização realizada nesta quinta (14), irregularidades em 47 ECVs (empresas credenciadas de vistoria) em 13 municípios da região metropolitana de São Paulo. As empresas poderão ter as atividades suspensas.

 

Entre os registros, foram constatados problemas como: falta de equipamentos para vistoria veicular e para emissão de notas fiscais; falta de certificados; espaços sem acessibilidade e comunicação visual na fachada; vistoriador não credenciado; ausência de tabela de preços visível e de limpeza.

 

Ao todo, 52 empresas em São Bernardo do Campo, Cotia, Embu das Artes, Taboão da Serra, Mauá, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Suzano, Barueri, Carapicuíba, Arujá, Itaquaquecetuba e Osasco foram fiscalizadas por oito equipes do Detran.SP.

 

Os relatórios da operação serão avaliados e as empresas credenciadas de vistoria poderão ser suspensas da atividade por 30 dias. O prazo dobra se for a ECV for reincidente e triplica, no caso de terceira ocorrência.

 

ECV

As ECVs são empresas privadas credenciadas ou autorizadas pelo Detran.SP para realização de vistoria veicular. Todo o processo de avaliação foi implantado e autorizado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e segue a legislação federal. As inspeções são obrigatórias em situações como transferência de propriedade ou alteração de características do veículo.

 

Atualmente há 1.955 empresas credenciadas de vistoria em todo o Estado de São Paulo. No Núcleo de Procedimentos Administrativos do Detran.SP há 786 processos administrativos por irregularidades em andamento. Ao todo, 286 ECVs já foram suspensas no Estado.

 

Denúncias de possíveis irregularidades cometidas por empresas de vistoria podem ser feitas no site do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br), no espaço da “Ouvidoria”.

 

NA INTERNET

Os laudos das vistorias ficam disponíveis no site do Detran.SP e também no aplicado para celular, inclusive com as imagens registradas do veículo nas ocasiões. Basta digitar a placa e o número do Renavam do veículo a ser consultado.

 

O serviço informa a data da vistoria, o nome da empresa que realizou e a quilometragem aferida no hodômetro. Mostra, ainda, se o veículo estava regular, se foi aprovado, além de fotos dianteira, traseira e panorâmica registradas no momento da vistoria.

Fonte: http://www.abcdoabc.com.br/abc/noticia/detran-sp-flagra-irregularidades-47-empresas-vistoria-grande-sp-77322

Topo