Transportadores denunciam que não conseguem agendamento em IPEM de Contagem

Transportadores da região metropolitana de BH são obrigados a fazer verificações volumétricas nos tanques dos caminhões para transporte de produtos perigosos, a cada dois anos, mas denunciam que não conseguem agendar o serviço e são obrigados a viajar, deixando de trabalhar e colocando a vida de todos em risco.

 

Essa verificação é feita pelo Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais – IPEM/MG, em Contagem.

 

De acordo com os transportadores, o serviço é difícil de agendar e lento na execução, já que o Ipem tem capacidade aproximada de 200 atendimentos ao mês e, apenas uma empresa de transporte, tem mais de 200 veículos.

 

Eles dizem que, quando conseguem agendar, geralmente é preciso aguardar até 90 dias para o atendimento. Esse agendamento pode ser feito por telefone, mas é difícil ser atendido. Com isso, as filas na porta do Ipem estão enormes, pois alguns transportadores tentam encaixar o seu atendimento durante o expediente.

 

Como o atendimento em Contagem é difícil e o posto em Varginha está fechado há muito tempo, os transportadores têm se dirigido a Uberlândia, São Paulo, ou Rio de Janeiro, procurando atendimento mais rápido.

Topo