APLICATIVO VAI AUXILIAR NA SEGURANÇA DOS VEÍCULOS A GNV

 

A Otimiza TI, em parceria com a FENIVE – Federação Nacional da Inspeção Veicular e a AMSV – Associação Mineira da Segurança Veicular, lançam um aplicativo para dispositivos móveis que vai verificar a regularidade das inspeções dos veículos movidos a gás natural.

 

Trata-se do GNV Legal, que já foi amplamente usado no Rio de Janeiro e em outros estados. Este sistema utiliza a base de dados das empresas que inspecionam os veículos regularmente, as ITLs – Instituições Técnicas Licenciadas pelo Denatran, com acreditação pelo Inmetro.

 

A AMSV entrou nesse projeto porque o mercado do gás natural veicular tem se deparado com imensos desafios, como altos preços do combustível, baixa capilaridade na distribuição e altos índices de instalações irregulares.

 

E o veículo irregular depõe diretamente contra a segurança do cidadão e seu patrimônio, o que é inaceitável para a Associação. Segundo pesquisas em campo realizadas em diversos estados brasileiros, até o mês de julho de 2019, quase 40% da amostra de mais de cem mil veículos com GNV foram detectados com inspeção vencida ou sem inspeção realizada.

 

Como, infelizmente, nem todos os veículos são inspecionados de forma regular, anualmente, como manda a Resolução Contran 292, as seguintes condições podem ser identificadas através do aplicativo, com a simples inserção da placa do veículo:

 

  1. Veículo com inspeção em dia: significa que a inspeção está dentro do período de 1 ano;
  2. Veículo não possui informações no banco de dados das ITLs: pode ser que houve instalação irregular recente ou que esteja em banco de dados de outras empresas de TI, que atendem as ITLs. Desta forma, podem-se inserir dados no sistema através do GNV Legal;
  3. Veículo com inspeção vencida ou cilindro com requalificação vencida: informações conforme banco de dados das ITLs atendidas pela Otimiza, que em Minas Gerais corresponde a quase 100% das inspeções.

 

A AMSV informou que o aplicativo será disponibilizado inicialmente às oficinas instaladoras de GNV, além das empresas requalificadoras de cilindros e postos de combustível, com o intuito de dar maior segurança aos usuários. Mas não descarta a hipótese de liberar o uso por todos os cidadãos interessados, já que a promoção da segurança é direito de todos.

Topo