Detran-MG não oferece serviços digitais, na contramão de outros estados brasileiros

Foto: Divulgação

 

Proprietários de veículos de 13 estados e do Distrito Federal já podem imprimir o documento veicular em suas próprias casas, com a comodidade e o conforto que o momento de pandemia exige.

 

Condutores do Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, além do Distrito Federal já podem ter o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) digital.

 

O documento pode ser impresso pelo site dos Detrans, pelo Portal de Serviços do Denatran ou pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito.

 

Mas o Detran de Minas Gerais não dá aos cidadãos essa possibilidade, o que traz uma série de prejuízos e dificulta o acesso aos processos.

 

Obrigando os proprietários de veículos a se dirigirem a uma unidade do órgão, o Detran-MG os expõem a riscos desnecessários, já que ficou provado que o serviço virtual funciona muito bem, com todas as garantias necessárias, como vem sendo feito em vários estados.

 

Para o diretor da Associação Mineira de Inspeção Veicular (AMSV) e da Federação Nacional de Inspeção Veicular (Fenive), Daniel Bassoli, essa situação “é absurda, porque traz transtornos aos condutores, que precisam se expor nesse momento de pandemia do novo coronavírus, além de ser mais demorado e totalmente desnecessário. É preciso se adaptar aos novos tempos e não ficar para trás. Outro problema é a falta de solução digital para que o cidadão que deseje modificar o seu veículo obtenha a autorização prévia do Detran-MG”.

 

GARANTIAS

 

Para emitir o documento eletrônico, é necessário que o proprietário esteja quite com as obrigações e débitos do veículo junto aos órgãos de trânsito.

 

E o condutor não precisa se preocupar com a autenticidade do documento. A ferramenta foi desenvolvida pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) a pedido do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

 

A autenticidade é garantida por um QR Code que pode ser consultado por meio de um aplicativo pelos agentes de trânsito em uma eventual fiscalização.

 

De acordo com a Deliberação nº 180/2019 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), até 30 de junho todos os Detrans do país devem disponibilizar a opção de impressão do CRLV aos proprietários de veículos.

 

Segundo o Serpro, devido ao aumento da demanda por serviços digitais e a resposta que os estados precisam dar à situação causada pelo novo coronavírus, a empresa antecipou a integração com os sistemas dos Detrans para que seja possível oferecer essa opção ao cidadão.

 

Com a determinação do Contran, agora, além da versão digital do CRLV disponível no aplicativo Carteira Digital de Trânsito, o proprietário do veículo pode gerar e imprimir o documento, em PDF e formato A4, a qualquer momento e quantas vezes for necessário, sem se preocupar com perda, roubo ou deterioração do CRLV.

 

Foto: Divulgação

Topo